Brigadistas e voluntários conseguiram controlar no domingo (19) focos de incêndio que consumiram uma grande área do Parque Nacional da Serra do Cipó, na região central de Minas Gerais. Na segunda-feira (20), eles concentram esforços para tentar conter o avanço do fogo que atinge uma área de preservação ambiental do lado externo da reserva federal.
O Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMbio) não sabe precisar o tamanho da área queimada desde o início da noite do último dia 10, mas estima que, até o dia 17, as chamas já tinham consumido pelo menos 7 mil hectares ou 22% da área total do Parque Nacional. Um hectare corresponde às medidas de um campo de futebol oficial.

Já na Área de Preservação Ambiental (APA) Morro da Pedreira, localizada no entorno da reserva federal, o fogo já consumiu outros 7,38 mil hectares.

O terreno acidentado, a vegetação seca e a dificuldade de acesso a alguns focos dificultam o trabalho. O ICMBio, com 45 brigadistas, e o Ibama, com 14, são auxiliados por voluntários da Brigada Municipal de Jaboticatubas. Ao menos 20 voluntários atuam nas frentes de combate e em atividades de apoio logístico, como distribuição de alimentos, água, equipamentos de proteção individual e funções administrativas.

Por razões de segurança, o Parque Nacional permanecerá fechado à visitação pública até que o fogo seja controlado e o trabalho de rescaldo e desmobilização concluído.

Fonte: Agência Brasil >> http://zip.net/bspYYX